Formiga avisa Demetrious para esquecer Dillashaw:

Brasileiro, que aguarda a vez de disputar o cinturão do peso-mosca, torce para ter impressionado os chefões após segunda finalização seguida.

Potiguar está confiante que terá uma chance de disputar o título - Foto: Getty Images

Primeiro e único campeão peso-mosca do Ultimate, Demetrious Johnson colocou a superluta contra TJ Dillashaw, dono do título dos galos, em sua alça de mira. Entretanto, Jussier Formiga, quarto colocado da categoria e, embalado por duas finalizações consecutivas - a última no sábado passado, na Austrália - pede a vez.

Em entrevista ao Combate.com, o potiguar, declarou que um duelo entre os campeões seria uma forma de gerar dinheiro, porém, acredita que faça mais sentido um desafiante do peso-mosca tentar destronar Demetrious Johnson.

Meu recado para o Demetrious é que ele pare um pouco de mirar o TJ, que é da divisão de cima, e olhe para a sua categoria. O Demetrious venceu muitos adversários, mas ainda tem grandes desafios no peso-mosca. Ele fala que quer o TJ, seria interesante, mas é business, marketing, puro dinheiro. Uma luta verdaderia seria contra um desafiante dos moscas.

Formiga sabe que, caso recebe a chance de disputar o cinturão, estará diante de um atleta invicto desde 2011. A confiança em seu lastro no esporte é o que faz o pupilo de Jair Lourenço acreditar que seja o atleta certo para cumprir a missão de derrubar "Mighty Mouse".

Cada um tem sua forma de pensar, mas, desde que entrei no UFC, tenho a convicção que minha bagagem não é grande somente no MMA, mas em várias artes marciais. Lutei jiu-jítsu a vida inteira, judô, competi no wrestling, treino boxe, tenho background em várias artes. Eu tenho chances. O Demetrious é o cara a ser batido, mas confio no meu talento, no meu estilo. Posso entrar como azarão, mas entraria confiante para vencê-lo. No Japão, pedi a luta contra o Sasaki, era um grande desafio. Agora, contra o Ben, na casa dele... Gosto do desafio, de trabalhar a parte mental, de torcida contra, isso me alavanca.

A confiança de Formiga se dá por suas vitórias recentes por finalização. Na última delas, sábado passado, no UFC 221, realizado em Perth, na Austrália, ele liquidou Ben Nguyen, com um mata-leão no terceiro round.

Foquei muito nas minhas performances, independentemente do resultado. Priorizei a performance. Foram duas grandes vitórias. Nessa última fiquei muito à vontade na trocação. Essa luta abriu os olhos do UFC para mim e, por isso, acho que posso receber a chance de disputar o cinturão. A finalização é meu carro-chefe, emplaquei duas, foram belas performances, fico feliz demais e espero que possa ter convencido os chefões.