Fiscalização da Agepan autua veículos por transporte irregular

Em Anastácio, os fiscais flagraram um transportador clandestino (sem autorização para qualquer modalidade), transportando passageiros de Corumbá para a Capital.

16/03/2018 às 15:40:00

Campo Grande (MS) – Fiscalizações mais recentes realizadas pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) resultaram em autuações de dois ônibus e um micro-ônibus (van) por transporte irregular de passageiros. Os três veículos foram multados e os passageiros transbordados para outros carros para completarem a viagem. Um dos casos resultou na apreensão do veículo.

Duas autuações aconteceram na quarta-feira (14.3), na BR-262. Um ônibus da empresa Seriema, autorizado a operar sob o regime de fretamento, foi multado, em Terenos, após a fiscalização constatar a prática do serviço no regime de linha regular. O veículo levava oito passageiros de Campo Grande para Corumbá. Com a autuação, a empresa providenciou novo transporte, e os passageiros foram embarcados ao destino final em um ônibus da Andorinha, que opera a linha sob o regime regular.

Em Anastácio, os fiscais flagraram um transportador clandestino (sem autorização para qualquer modalidade), transportando passageiros de Corumbá para a Capital. A van na qual viajavam, além de não possuir registro para o serviço, estava com três pneus em más condições, o que poderia colocar em risco a segurança. Segundo relatos dos oito passageiros (seis bolivianos e dois brasileiros de outros estados), eles foram abordados na rodoviária de Corumbá e pagaram, cada um, R$ 120,00 pela viagem. O transportador deixou os passageiros na rodoviária de Anastácio e ressarciu parte do dinheiro.

Sudoeste

A terceira autuação aconteceu na semana passada, em Guia Lopes da Laguna, onde a fiscalização comprovou denúncia de transporte irregular por linha em um ônibus da empresa CG Transporte e Turismo. Foi constatada a cobrança individual de passagem no valor de R$ 60,00 para o trajeto Campo Grande – Porto Murtinho. Os fiscais ainda observaram que no bagageiro eram transportadas duas motocicletas e um refrigerador.

Os 28 passageiros foram desembarcados e a empresa autuada custeou as passagens na empresa Cruzeiro do Sul, que opera sob o regime de linha regular, que disponibilizou um carro extra para atender o grupo. O veículo foi apreendido e encaminhado para o pátio do Detran-MS, situação que é prevista em regulamento, e acontece sempre que há disponibilidade de espaço na unidade do órgão de trânsito mais próxima.

Gizele Oliveira – Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan)